Foto: Divulgação

Brasília Blog presta homenagem às vítimas da queda do avião da Chapecoense

A redação deste blog se despede dos jogadores, comissão técnica e os dirigentes da Chapecoense, além dos nossos amigos jornalistas.

Uma mancha verde de dor anestesia as emoções e nos deixa incrédulos diante das notícias da queda do avião que levava jogadores, diretores da Chapecoense e jornalistas para a Colômbia.

Uma mancha de dor decola na madrugada, mareja nossos olhos, entristece a alma.

Uma mancha de dor transcende todas as convicções das torcidas brasileiras e um sentimento solidário toma conta do país.

“Glorioso verde que se expande

Entre os Estados tu és sempre esplendor

Nas alegrias e nas horas difíceis

Meu furacão tu és sempre vencedor”

Sim, Furacão, nas alegrias e nas horas difíceis, tu és sempre vencedor, conforme teu hino afirma.

A alegria transformada em dor conspira entre a vitória e a nostalgia. O mundo busca explicações ao acaso. O sonho não acabou.

A esperança verde vai renascer no consciente do povo Catarinense, junto à matéria inerte de jovens que acreditaram e fizeram uma cidade inteira entender a pujança desses garotos.

Vai, furacão, “leva consigo o coração de uma cidade, na imensidão e vastidão de nosso Estado”.

Não és querido somente em Santa Catarina. O mundo conheceu tua saga. Teus heróis não morrerão, tua luz viva permanecerá em cada um de nós.

Parodiando o poeta, novas ilusões entram em campo e uma torcida, em prantos reza, aplaude e enaltece teu nome.

Vai, Danilo, vai que a luz do universo conspira e, revestida de trauma para quem fica, te chama. Vai, usa os teus pés e faz mais essa defesa no colo do Todo Poderoso.

Vai, vai, gigante Everton Kempes, com tuas madeixas, mata no peito e marca teu gol de placa. Certeza que o índio Vitorino Condá, tão homenageado com teus gols na arena que leva o nome dele, está nos céus a postos para a grande recepção.

Vai, vai, Cleber Santana, mostra tua experiência. A entrada dura tem explicação: esse Senhor generoso, que os recebeu com pompas no céu, há dizer: – Sejam bem-vindos, os anjos estão preparados para acolher, o estádio está pronto, vamos para o jogo, o jogo da imortalidade.

vitimas-acidente-chape